X-men Apocalipse - impressões e cena pós crédito

Essa pessoa louca e descabelada que vos escreve foi ontem assistir a X-men Apocalipse . E pense em alguém que quase perdeu a tampa da ca...



Essa pessoa louca e descabelada que vos escreve foi ontem assistir a X-men Apocalipse. E pense em alguém que quase perdeu a tampa da cabeça pq os dois cantos da boca quase se encontraram de tanto que eu sorri de felicidade.

Vamos à parte burocrática e sem spoiler desse papo: X-men é o nono filme da franquia comandada pela Fox, o terceiro desde que resolveram rebootar tudo e apagar a cag@#*a que fizeram no terceiro filme e nos dois filmes solos do Carcaju. Dando continuidade a Dias de um Futuro Esquecido, vemos em que pé estão as coisas cerca de 10 anos depois, ou seja, estamos em 1983. Conhecemos novos mutantes como Noturno, Anjo, Jean Grey, Scott Summers, Jubileu, Tempestade e Psylocke, além de reencontrar antigos conhecidos. Ah e é claro, conhecemos os dias de glória de En Sabah Nur, vulgo Apocalipse. E também vemos como essa mala reaparece e resolve que quer voltar a mandar na parada toda de novo. A partir daí vemos como ele seleciona seu grupo e como os demais mutantes lidam com essa volta.

Não vou ficar contando o filme aqui, mas farei algumas observações pontuais.

Melhor Wolverine de todos, TODOS os filmes. Fan service até o a última raiz dos cabelos, é de fazer qualquer fã de quadrinhos arrepiar. Deixou um gosto de quero mais e esperanças de que finalmente teremos um bom filme do personagem.

Sophie Turner traz uma Jean Grey muito melhor que sua antecessora Famke Beumer Janssen.

Você consegue entender porque o Scott Summers é o almofadinha xarope, caxias, todo certinho que ele é.

Mercúrio EU TE AMO.

Stan Lee seu lindo!

Noturno outro fan service da melhor qualidade. Kurt Wagner brilhantemente interpretado, roteirizado e dirigido.

Apesar de em alguns momentos Apocalipse parecer uma prima dona com manias de grandeza, eu gosto muito do Oscar Isaac e sim é um vilão megalomaníaco, poderoso e desgracento.

A trilha sonora do filme é um espetáculo à parte, o CGI apesar de alguns problemas aqui e ali, é bem melhor do que o apresentado pela Disney em Capitão América: Guerra Civil.

O filme tem fan service, tem morte, tem sangue, tem violência, tem destruição, tem ameaça mundial, tem construção de personagens, tem momentos muito tensos, tem momentos muito engraçados. E isso tudo num filme de indicação etária 12 anos.

X-men é um universo de quadrinhos confuso, com várias linhas do tempo, realidades alternativas e se muita gente que acompanha as HQ's já se sente confusa, não se sinta mal se não entender muito o que vem acontecendo nos filmes. A certeza que temos é que aquela trilogia inicial, que marcou o início da  atual era dos filmes de super heróis no cinema, está finalizada, enterrada em algum lugar da história da sétima arte.

A saga de X-men nos cinemas é uma história sobre preconceito, tolerância, revolta e aceitação. E tudo isso se encontra nesse filme, principalmente em Magneto que não sabe se senta ou se desce do ônibus. Mas a única coisa que realmente me incomodou no filme foi a Mística de Jennifer Lawrence, que só foi desenvolvida e socada em tudo quanto é buraquinho de roteiro para explorar aproveitar a atriz do momento.



Um vídeo publicado por @floydmcavoy em

A Fox vem fazendo um grande ano nos cinemas, com Deadpool e X-men Apocalipse, dois filmes da qual ninguém estava esperando muita coisa e que são gratas surpresas. Aprendendo com os próprios erros, o estúdio mostra que tem fôlego para ultrapassar Disney e Warner que se encontram concentradas em sua guerra particular. Para mim, X-men Apocalipse foi o melhor filme de heróis nesta primeira metade de 2016. Porque apesar de todo o hype, eu não gostei de Guerra Civil e quanto mais eu penso no filme, menos eu gosto. Mas é só a minha opinião.

Agora, vamos falar da cena pós créditos?



A cena pós créditos de X-men Apocalipse mostra uma equipe bem treinada limpando a lambança deixada por Wolverine e os jovens X-men na base onde Logan foi transformado na Arma X. Um homem de terno caminha gravemente e recolhe algumas coisas, entre elas um frasco com uma provável amostra do sangue de Logan e a guarda numa maleta com o emblema da Essex Corp.


Essex é o sobrenome de Nathaniel Essex, o álter ego do Sr. Sinistro. Essex é um brilhante cientista que pende para o lado sombrio da força. Nos quadrinhos, além de infernizar muito a vida dos X-men e do resto do planeta, ele tem papel importante no arco da morte de Jean Grey. Fica então a dica de que Sinistro será o vilão num dos próximos filmes do universo X-men.


  1. ***

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics