Red hair: manutenção do cabelo vermelho

Algum tempo a trás fiz uma postagem contando como mudei radicalmente a cor do meu cabelo , de um castanho com fundo avermelhado para...



Algum tempo a trás fiz uma postagem contando como mudei radicalmente a cor do meu cabelo, de um castanho com fundo avermelhado para um vermelho intenso com fundo rosa. Hoje vou continuar, falando um pouco sobre hidratação.

Meu cabelo já é naturalmente seco. Com a descoloração e as sucessivas aplicações de tinta que fiz entre dezembro e fevereiro, ele ficou ainda mais seco, perdeu muito da definição dos cachos, chegando a ficar elástico e quebradiço. Ou seja, eis-me diante do pesadelo dos tufos de cabelo caindo a cada lavada. Nesse ponto só há duas alternativas: ou criar vergonha na cara e cuidar direito do cabelo, ou meter uma tinta preta pra disfarçar e deixar crescer e tentar não detonar o cabelo de novo.

Na época do primeiro post, eu utilizava o Jeans Color da Alfaparf (Deep Red) para manter o vermelho e não precisar de passar tão frequentemente pelo processo de tingir o cabelo. Mas o Jeans Color apesar de dar o desejado efeito de cabelo recém pintado, conseguiu deixar meu cabelo ainda mais seco.

O primeiro passo foi ir até uma lojinha de cosméticos aqui de Uberaba, a Pedro Pedrosa (fica em frente ao Balbec, fácil fácil de encontrar). Sempre que meu cabelo precisa de socorro vou até lá, porque a vendedora é um amor e realmente sabe indicar algo que preste. Ela então me indicou uma máscara de hidratação comum e um creme de hidratação tonalizante para cabelos vermelhos. A máscara eu comprei fracionada, vocês vão me perdoar o lapso, mas não lembro o nome. Já o tonalizante é o D'vien Red e passei a fazer o seguinte esquema:

Semana 01 Hidratação com a máscara: lavar o cabelo, enluvar mecha por mecha com a máscara, 20 minutos de touca térmica. Esse processo eu faço no sábado ou domingo e durante a semana lavo o cabelo normalmente com shampoo para cabelos cacheados e condicionador.

Semana 02 Hidratação com o D'vien Red: lavar os cabelos com shampoo anti resíduo, aplicar o D'vien mecha por mecha usando luvas e pincel, quarenta minutos de touca térmica.

Lavo sempre, SEMPRE com água fria, e finalizo com leave in. A boa descoberta do último mês foi o creme para pentear Garnier Fructis Cachos Poderosos. Baratinho, ele realmente dá forma aos cachos, tem um cheirinho gostoso e não deixa o cabelo pesado, duro. Excelente custo benefício. Ainda não experimentei os outros produtos Cachos Poderosos, então, por enquanto só falo mesmo sobre o leave in. Depois de tirar o excesso de água do cabelo, passo o creme para pentear, desembaraço com os dedos e deixo secar naturalmente, não uso secador e não modelo os cachos.



Para dormir: divido o cabelo ao meio e faço duas tranças. No outro dia é só desfazer a trança e o cabelo está bonito. Dormir com ele solto faz com que vire uma maçaroca horrorosa.

Na última semana comecei a fazer o esquema de passar azeite (é azeite de cozinha, extra virgem) à noite, antes de dormir. Tem que passar muito, com vontade e sem dó. No dia seguinte pela manhã, lavo com água fria, shampoo (2x) e condicionador, finalizo com leave in e deixo secar. 

Descobri recentemente o tal cronograma capilar e pesquisei sobre o óleo de coco. então, em breve começarei a testar esses dois procedimentos, e compartilharei aqui no blog, desde a primeira aplicação, assim, se der certo lindo, se não der... Pelo menos vocês saberão sem edição, ahahahah.

Ah, sim: sei que meu cabelo ainda não está ok, ele ainda está ressecado e ressentido pelas químicas. Mas estou tentando reverter isso e acho muito válido mostrar o processo desde agora que ele está detonado.


Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics