Rabiscando a pele

E essa pessoa que vos escreve, aos 36 anos realizou um pequeno sonho de adolescência. Em fevereiro fiz minha primeira tatuagem. "...



E essa pessoa que vos escreve, aos 36 anos realizou um pequeno sonho de adolescência. Em fevereiro fiz minha primeira tatuagem.

"Aaaain, que bobagem", "Ai pra quê isso à essas alturas do campeonato", "Ai você não acha que já passou da idade", ou a pior "AAAAAAAAAAAAAAAAAAAINNNNNNNNNNNNN TATUAGEM É COISA DE MARGINAL".

Pode parar. Eu graças ao bom Deus, que sempre me deu forças para buscar os meus objetivos e esperar pacientemente o tempo das coisas, sou uma mulher independente. Tenho meu emprego, minha casa, pago minhas contas. Tudo que conquistei na vida foi esforço meu, emprego, faculdade, casa própria, até os grãos de arroz que estão lá dentro. A tatuagem é algo que eu sempre quis e por N motivos não pude fazer em outras épocas de minha vida. E talvez por ter vindo assim, na minha maturidade, seja tão mais tranquilo ter tomado essa decisão.

Bom, já dei espaço ao mimimi, vamos ao que interessa. O processo entre decidir e ter a pele rabiscada.

Eu já vinha pensando muito seriamente nesse assunto de tatuagem. Tanto que desde 2012 mantenho no meu celular e em um álbum no facebook, o desenho de uma tatuagem que farei, espero eu ainda este ano. Então não foi algo decidido na porralouquice. 

Aconteceu então de um conhecido, o Toninho Cartoon, após fazer um curso de Tatuagem em Campinas decidir abrir seu próprio estúdio de tatuagem aqui em Uberaba. O Toninho é um ilustrador com anos de experiência, pessoa íntegra e de profissionalismo indiscutível. E eu particularmente acho que não adianta nada o cara ser um tatuador com anos de experiência se ele for um desenhista medíocre, se seu domínio sobre as cores for medíocre.

Toninho Tattoo estúdio

Decidi então juntar a fome com a vontade de comer: iria fazer uma tatuagem, com uma pessoa que eu sabia ter um belíssimo traço, domínio das técnicas de coloração, e formação na área de tatuagem. De quebra ajudaria um amigo que estava começando seu próprio negócio.

Decidi por fazer um outro desenho, deixaria minha cigana para ser tatuada depois. Por vários motivos: é uma tatuagem mais detalhada, que farei maior e que precisará de mais tempo e dinheiro. Mas não queria nada dentro do convencional feminino: tribal, flores, passarinhos, borboletas, cerejinhas, pimentinhas. Escolhi uma representação pictográfica de dois Orixás, feita por uma artista plástica chamada Orádia Porciúncula, que faz retratações belíssimas de entidades da Umbanda e Candomblé. 
Entrei então em contato com o Toninho e mandei para ele o desenho de Exu e Iansã. Exu é o Orixá mensageiro, senhor dos caminhos; seu correspondente no catolicismo é Santo Antônio. Iansã é a Orixá que controla os ventos e as tempestades, sendo sua representação cristã personificada em Santa Bárbara.

Ele então adaptou o desenho ao que solicitei e no dia 12 de fevereiro fizemos a primeira sessão, onde foi trabalhado todo o contorno, preenchimentos em preto e sombreados. As recomendações foram 3 dias passando hidratante e cobrindo com plástico filme, além de cuidados com a higiene e alimentação para esse período de 3 dias e os dias seguintes.

Eu particularmente, sugiro que se use Bepantol ou pomadas próprias para assaduras de bebês. O seu creme hidratante por mais neutro que seja, pode ter álcool e você verá estrelas (no mal sentido) na hora em que passar pela primeira vez.

Ah, e tatuagem dói. A dor é claro, é relativa. Depende do local, da extensão da tatuagem, do tempo sendo tatuado e claro, da sua frescura (ou falta dela). Também dói um pouco nos dias posteriores, mas nada que faça você desistir da próxima, não se preocupe. O pior porém, é a coceira. Depois de uns dias, quando a pele já começou o seu processo de cicatrização e  começa a soltar a camada mais externa, a tatuagem coça e coça muito. Tenha força de vontade e bepantol por perto e não se coce. A pele deve cair sozinha, não precisa do seu incentivo.

Um mês depois, nova sessão para preencher as partes coloridas. E de novo o mesmo processo, pomada, plástico filme, não esfregar, não coçar, não tomar sol no local tatuado, esses paranauês. O Resultado? Gostei muito, tanto que já levei clientes para o Toninho e já estou planejando as próximas.

Traçado da Tatuagem

Preenchimento de preto e sombreado

Primeiros dias: proteção com plástico filme, tatuagem no 4º dia e descamação da pele
Coloração
Etapas da coloração

Se eu puder dar alguns conselhos sobre tatuagens, são os seguintes:

- Procure um profissional de sua confiança. Informe-se sobre trabalhos anteriores dele, peça pra ver os desenhos, visite o estúdio, verifique condições de higiene.
- Siga as recomendações do tatuador, tanto no pré, como no pós tatuagem. Não é bobagem, não é exagero.
- Não minta sobre sua saúde para o tatuador. É importante para você e para ele também, que a sua tatuagem fique perfeita e que você não tenha problemas estéticos ou de saúde por causa dela.
- Se for sua primeira tatuagem, escolha o local com cuidado. Eu escolhi pelo meio das costas porque é um local discreto, mesmo se eu começar a trabalhar num ambiente mais careta, formal, não terei nenhum problema por causa dela.
- Se você é menor de idade, não faça. Segura o fogo nas partes e espere até ser maior de idade. Mesmo que seus pais deixem, espere até você ser realmente responsável por seus próprios atos e suas consequências.
- Não, mil vezes NÃO FAÇA TATUAGEM COM NOME DE NAMORADO (A). Mais uma vez, o conselho é segurar o fogo nas partes. Não dá pra saber se um relacionamento será pra vida toda. Mas tatuagem é (a não ser que você seja rico e tenha como pagar sessões e mais sessões de laser pra apagar).

Alguns trabalhos do Toninho como tatuador, você pode conferir aqui

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics