Vai Toma no Kuka Bar - a redenção de Goiânia!

Passei a virada de 2014 para 2015 em Goiânia (Gyn para os íntimos ou para os com preguiça de escrever) na casa da minha amiga quase ...



Passei a virada de 2014 para 2015 em Goiânia (Gyn para os íntimos ou para os com preguiça de escrever) na casa da minha amiga quase irmã Mariana. E entre outros programinhas maneiros, ela me levou ao Vai Toma no Kuka, o "bar dos motoqueiros" na cidade, refúgio de quem não nasceu pra formar dupla com o irmão...

É um barzinho pequeno, que usa muito mais a calçada do que seu interior para abrigar os clientes. Ponto de encontro de amantes de Harley Davidson e outros veiculos motorizados de duas rodas, conta com um cardápio de bebidas variadas, cervejas especiais e tradicionais, e poucos, mas deliciosos pratos em seu cardápio.

Chegamos por volta das 20 horas (o bar abre às 19h), sentamos numa mesa do lado de fora mesmo (nas indefectíveis mesinhas de plástico. Para os que conseguem sentar dentro do bar, tem as poltronas de ônibus e as mesas de tampo de vidro, apoiado sobre algo que parece um quadro de moto...). Eu e Mariana dividimos uma Thai Weiss com Gengibre, umas das cervejas Weiss mais gostosas que já experimentei. Leve e com um toque muito agradável de gengibre é uma cerveja refrescante e que desce bem.

Thai Weiss com Gengibre - foto pessoal
Em seguida pedimos a Hot Porks, porção de lombo empanado e servido com um molho de pimenta muito, mas muuuuuuuuuuito bom. Mas claro, bom pra quem gosta de pimenta, porque todo mundo me disse que era forte, que ardia, que fazia chorar e mimimi mimimi. Quase lambi a tigelinha quando acabou, ahahahahah.

Aí já que era minha última noite em Gyn e a gente tinha que aproveitar, pedimos um Burning Hell. Simplemesmente UMA BOMBA socadinha dentro de um shot. São quatro bebidas misturadas num copinho de shot (só pra sentirem o drama, uma delas é Absinto... As outras, você vai lá e descobre, ok?). O Salsicha (o garçom que nos atendeu) trouxe os shots, os canudinhos e gentilmente pôs fogo em nossos drinks. A chama sobe azul e bonita e o drink desce doce e amargo. Muito bom, mas é só para os fortes.

Burning Hell - foto arquivo Vai Toma no Kuka Bar

Em seguida pedi água (porque beber água é vida e não te deixa ficar com ressaca no dia seguinte) e um tradicional Hi fi (vodca, suco de laranja e gelo). Em seguida partimos para outra cerveja, dessa vez uma Ipa, a Stone Bodebrown Cacau Ipa. Forte, amarga e com notas de chocolate. Bão até mandar parar. Para fechar a noite pedimos o pastelzão do Kuka. Pensa num pastel grande. Agora aumenta um pouco e você vai ter a dimensão do pastel servido lá. Nós dividimos um pastel de carne com queijo, tomate e cebola. Uma delícia que eu teria degustado melhor se estivesse sóbria, ahahahahah. Saí de lá pouco antes da meia noite, porque ia viajar na hora do almoço do dia seguinte e ainda precisava da minha dignidade para ir para casa...



Enfim. Motos lindas dos frequentadores, música da melhor qualidade, um ambiente super de boa, bebidas deliciosas e bem servidas, comida boa... Minha dica para quem vai à Goiânia é conhecer esse barzinho da hora.

O Vai toma no Kuka Bar fica na rua C30, nº18 (quadra 32 lote 10) no bairro Jardim América em Goiânia. Você pode conhecer mais desse bar, acessando o site http://www.kukabar.com.br/. Lá você encontra fotos, alguns dos itens do cardápio e ouve as músicas que tocam por lá. Mega recomendado!

foto arquivo Vai Toma no Kuka Bar

foto arquivo Vai Toma no Kuka Bar

Acervo pessoal

Foto do cardápio - Acervo pessoal

foto do cardápio - acervo pessoal

quadro retratando o interior do bar - acervo pessoal

Caricatura do tio Lemmy - acervo pessoal

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics