A volta de Brazil com Z às terras zebuínas; ou #ralasoraiamandada

Sábado, dia 29 ao apagar das luzes do mês de março reestréia a peça Brazil com Z da Cia Rogê de teatro. A peça de 2011 volta agora ad...


Sábado, dia 29 ao apagar das luzes do mês de março reestréia a peça Brazil com Z da Cia Rogê de teatro. A peça de 2011 volta agora adaptada para as ruas, último reduto do artista que não aceita ser conivente nesta cidade.

Brazil com Z é um espetáculo musical produzido pela Cia. Rogê baseado nos estudos de identidade de gênero que a companhia realizou em 2010 e 2011. O espetáculo estreou no dia 9 de agosto de 2011 na cidade de Tatuí-SP e cumpriu curta temporada na cidade de Uberaba e Patrocínio-MG. A versão 2014 um pouco mais ácida, vem com novas cenas e trilha sonora que vai de Chico Buarque à Valesca Popozuda. Com humor e lirismo, a peça é na verdade uma denúncia das condições precárias em que grupos de teatro estão submetidos, não só em Uberaba, mas em todo o Brasil.

“Brazil com Z não é um espetáculo polêmico, é um espetáculo corajoso – diria eu. Abordamos temas delicados sim, inclusive fazendo críticas diretas à pessoas e instituições culturais locais, porém a nossa grande preocupação é sempre com a riqueza da encenação, com o teatro mesmo. A nossa indignação será sempre canalizada para o fazer artístico. E isso ninguém nos tira. Esse é o nosso maior patrimônio!” - pontua o diretor e autor do texto do espetáculo, Emílio Rogê.

A peça apresenta a história da fictícia “Família Trololó” grupo teatral fundado em 53 por uma suposta camareira da Companhia Valter Pinto que trocou a Praça Tiradentes no Rio de Janeiro, pela Praça Rui Barbosa em Uberaba. O espetáculo começa com a companhia sendo expulsa da cidade por grupos conservadores que não desejam a presença do grupo de atores. Motivo aparente? A Família Trololó é um grupo de atores travestis.

Além de enfrentar a censura velada de grupos religiosos e conservadores, a Família Trololó assiste ao declínio e decadência do teatro de revista brasileiro diante da febre dos musicais americanos e do stand-up. Ainda assim, o grupo não vê outra saída senão a resistência e a produção de espetáculos que relembrem o período de ouro das revistas musicais.


Tristes coincidências. Às vésperas da estreia da nova temporada do espetáculo, assistimos à situação lamentável em que se encontra o Cine Teatro São Luiz. Alvo de depredações, aquele teatro no coração da cidade, pode ser comparado à Família Trololó: um clamor silencioso pelo resgate artístico e cultural de uma cidade que pouco faz pelo seu patrimônio artístico. E também coincide com a exoneração mal explicada de Alexandre Oliveira, diretor de teatro da Fundação Cultural. Nem o abaixo assinado feito pela classe artística da cidade salvou o cargo do diretor do TEU (Teatro Experimental de Uberaba)

Contra a decadência artística, as mordaças culturais e os delírios de grandeza de madame Soraia, venha prestigiar neste sábado 29 de março, às 19h30 na calçada do Cine Teatro Vera Cruz a peça Brazil com Z.




Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics