A vaca é verde mas o carnaval é mais maduro

O calendário cultural de Uberaba abriu o ano com a declaração sensata da nova presidente da Fundação Cultural, Sumayra Oliveira: Em 2013 n...

O calendário cultural de Uberaba abriu o ano com a declaração sensata da nova presidente da Fundação Cultural, Sumayra Oliveira: Em 2013 nada de desfile de escolas de samba. A decisão realista e pé no chão, foi tomada diante de um somatório de fatores negativos; a situação deplorável em que a FCU foi entregue ao novo governo e as prestações de conta confusas  e incompletas das escolas.

Pronto, então não tem carnaval em Uberaba? Sim, haverá. A cidade terá diversos eventos menores, como por exemplo o bem sucedido Carnaval de Marchinhas no Mercado Municipal, Matinês nos CEMEAS Abadia e Boa Vista

 Eu particularmente sempre achei errado as escolas de samba dependerem da verba da prefeitura. Acredito que deveria haver nas agremiações um trabalho ao longo do ano, não só cultural, mas social também que além de beneficiar a comunidade, também arrecadasse os fundos para se fazer o desfile. A verba do município seria um complemento, apenas isso.

Carnaval é uma festa popular. Logo não vejo motivo nenhum para que a própria população, tome parte não só das festa, mas da organização da mesma. Um bom exemplo de que é possível fazer um carnaval de rua sem precisar mamar nas tetas públicas é o estreante Bloco da Vaca Verde (BVV).

Formado segundo eles mesmos  por "um grupo de Quixotes", o BVV surgiu do desejo de se celebrar a cultura popular. Uma festa aberta a todos, como deve ser o carnaval. O bloco independente faz seu próprio marketing, eventos "preparatórios" da folia, abadás, tudo sem qualquer participação financeira do poder público.

Eu torço pra que o BVV sirva de exemplo não só para os próximos carnavais, mas para outras manifestações artísticas e culturais da cidade. Ter o apoio do poder público é bom, mas não pode ser vital.

No bloco, originalmente criado por Mariana do Espirito Santo, Juliana Castejon, Marcio Andreas e Victor Gargiulo não há presidente, vice presidente, secretário; existem pessoas que acreditam no poder da cultura e do lazer estendido à população. Quem não consegue entender isso (pois como já disse o professor André Azevedo, em Uberaba vive-se do que se aparenta ser ou ter), pode até torcer o nariz e querer encontrar motivações ocultas. Tanto faz o que pensem o que digam, o que falem. A poesia prevalece e a vaca vai pra avenida!

Quem quiser se inscrever, acesse o formulário do Folião.
Quem quiser saber mais sobre o bloco pode curtir a sua página no Facebook

O Bloco da Vaca Verde sairá no dia 02 de fevereiro, às 10h. A concentração acontece a partir das 9h, na Praça da Igreja Santa Rita. O cortejo vai até a Praça Rui Barbosa.








Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics