Versões Versus - Where the streets have no name

Eu quero sentir a luz do sol no meu rosto Eu vejo a nuvem de poeira desaparecer sem deixar pista, Eu quero me abrigar da chuva ácida, Onde a...

Eu quero sentir a luz do sol no meu rosto
Eu vejo a nuvem de poeira desaparecer sem deixar pista,
Eu quero me abrigar da chuva ácida,
Onde as ruas não têm nome...

Algumas músicas se tornam emblemáticas para a sua geração Where the streets have no name é um desses casos. Composta em 1986 para o álbum The Joshua Tree da banda irlandesa U2, ela fala de uma fome de liberdade que nada sacia...

Para nós brasileiros, que reza a lenda vivemos num país laico (oi?), é difícil compreender o desejo de Bono de responder à idéia de que era possível identificar a religião de uma pessoa baseando-se na rua em que ela morasse (vale lembrar que a Irlanda já viveu graves conflitos entre católicos e protestantes e ainda hoje persevera um clima de tensão entre seguidores das duas religiões).

Já a música é obra e graça de The Edge que a compôs numa demo em seu apartamento e lançou o abacaxi para a banda, que estava então gravando The Joshua Tree. "Na época, soou como uma língua estrangeira, enquanto que agora, entendemos como ela funciona", afirmou o baterista Adam Clayton certa vez. O fato é que a dificuldade da banda em executar a música como idealizada por The Edge foi tão grande, que o co produtor do álbum, Brian Eno pensou seriamente em apagar as fitas e recomeçar do zero.

Mas o desejo de The Edge de que Where the streets have no name fosse um "ultimato aos fãs nos shows" foi concretizado e a canção não só é uma das mais conhecidas da banda, figurando em 28° na lista das 100 maiores canções de todos os tempos, da revista Rolling Stone como também, tornou-se desde a turnê de The Joshua Tree em 1987, em um dos pontos épicos dos shows da banda.

Em 1991, ela ganha sua versão mais poderosa, através da dupla Pet Shop Boys, tornando-se também  um dos maiores sucessos destes. Outras versões foram gravadas, diversas bandas tocam Where the streets have no name, mas nada que supere a versão original  ou a regravação feita por Chris Lowe e Neil Tennant...

Oh, we're beaten and blown by the wind
Blown by the wind
Oh, when I go there, I go there with you
It's all I can do...



U2


Pet Shop Boys


2Cellos


Vanessa Carlton


Terez Montcalm


Vitamin String Quartet

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics