CTA Uberaba: combatendo o HIV e o preconceito

Fundado em 09 de fevereiro de 1999, o Centro de Testagem e Aconselhamento desenvolve os programas federais de prevenção e combate às DST/AIDS na cidade e região.

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Uberaba surgiu de uma parceria entre a Secretaria de Saúde do Município e o Ministério da Saúde. Desenvolvido para prestar atendimento à população quanto ao diagnóstico, aconselhamento e tratamento e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), entre elas a AIDS, atende a toda a população de Uberaba e algumas cidades da região.


Para ser atendido pelo CTA não é necessário agendar horário ou ter encaminhamento médico. Os casos especiais são as gestantes que necessitam apresentar os exames solicitados pelo médico durante o pré-natal.

Pelo CTA Uberaba, ao longo desses quase 13 anos, 59.110 pessoas já fizeram o teste para o HIV/AIDS. Fazer o teste não parece tão assustador quanto buscar o resultado;  17.427 testes nunca foram abertos.

Para Maria Clara de Vasconcelos Afonso (Gerente do Programa Municipal de DST/AIDS e Hepatites Virais), a população de Uberaba não teme o teste. Segundo ela, o atendimento pré natal prestado a todas as gestantes atendidas pela rede pública do município diminuiu o preconceito em relação a procurar o CTA. “Com isso, diminuímos o estigma de que quem vai ao CTA são somente pessoas portadoras do vírus HIV ou Homossexuais, Usuários de Drogas ou Profissionais do Sexo. “ O CTA Uberaba atualmente cobre 90% dos bebês nascidos em Uberaba pelo SUS.

O CTA Uberaba comemora também um outro bom resultado. Se em todo país os casos de HIV positivo entre jovens homossexuais, tem crescido e exigido a atenção dos serviços de saúde, na cidade o panorama é completamente diferente. “A última pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde mostrou que o Brasil deveria trabalhar junto aos jovens gays de 15 a 24 anos. Porém, Uberaba tem em seus números, a grande maioria de heterossexuais com parceiros fixos, na faixa etária de 20 a 49 anos”, relata Maria Clara.

Os índices uberabenses são fruto claro dos projetos desenvolvidos pelo CTA, que trabalha com adolescentes da rede pública de ensino através do Projeto Adolescente, onde alunos são capacitados para dar palestras e assim tornarem-se agentes multiplicadores dentro das escolas. Outros trabalhos específicos, como o ProfSex (voltado para profissionais do sexo, com encaminhamento para exames laboratoriais e distribuição de preservativos), o Projeto Caminhoneiros e Projeto HSH/MSM (homens que fazem sexo com homens) mostram resultados a partir do momento em que esses públicos se apresentam como os mais conscientes e praticantes do sexo seguro na cidade.

Os adolescentes com menos de 18 anos em Uberaba  também são assíduos no CTA. “Os jovens, em sua grande maioria, procuram o serviço sozinhos e no caso das gestantes são acompanhadas pelas mães. A procura é principalmente pela questão do preservativo, além disso, acolhemos esses jovens para um aconselhamento rápido junto às questões de práticas sexuais seguras e a oferta da testagem para HIV, Sífilis, Hepatite B e C”, diz Maria Clara.

Mas o trabalho do CTA Uberaba vai além do serviço de prevenção. A gerente expõe que Uberaba também conta com o SAE - Serviço de Assistência Especializada e o DIP - Disciplina de Doenças Infecto parasitárias da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). O SAE de Uberaba conta com uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, nutricionista, assistente social, cirurgiã dentista, psicólogos e médica patologista, entre outros. “Oferecemos ainda atendimento junto ao Hospital Dia (HD), que funciona no mesmo prédio e constitui uma forma intermediária de atendimento entre as modalidades hospitalar e ambulatorial. São beneficiados pela assistência prestada no HD os pacientes que necessitam de procedimentos diagnósticos e terapêuticos realizados em ambiente hospitalar (ex: medicação assistida, biópsia), porém, que se apresentam em condições clínicas de permanecer no domicílio e se deslocar rotineiramente ao serviço.”

O CTA também participa dos grandes eventos em Uberaba, como Carnaval, Expozebu e Parada LGBT, oferecendo inclusive testes rápidos (o resultado sai em 30 minutos). Maria Clara nos conta que este ano, durante a Expozebu foram feitos 246 exames rápidos. Este ano, para celebrar o dia Internacional de Luta Contra a AIDS, a estratégia foi deixar o tradicional trabalho de conscientização no centro da cidade e partir para o contato com os bairros da periferia da cidade, iniciando pelo Residencial 2000.

O CTA também participa de eventos particulares, para isto, de acordo com a gerente do programa, deve-se encaminhar um e-mail contando um pouco sobre este acontecimento, como data, horário e população esperada.  O e-mail é cta@uberaba.mg.gov.br e os telefones  (34) 3333-7787 / 3321-8750.

O CTA Uberaba localiza-se na rua Marechal Deodoro (próximo à Escola Municipal Frei Eugênio), nº 32 e funciona de segunda à sexta das 07h às 17h com horário especial para gestantes às 07h e no período da tarde também de segunda a sexta feira, das 14h às 15h30.

Procure o CTA, informe-se, previna-se. Os números de Uberaba mostram que mais do que comportamento de risco o que tem feito avançarem os números do HIV/AIDS na cidade é o preconceito e este, ao contrário da AIDS, tem cura.