Beleza sem vez

 Imagem do blog  Helio Diff - Veja meu caso. O meu público alvo é composto quase em sua maioria de homens, muitos deles rústicos, indepe...

 Imagem do blog Helio Diff

- Veja meu caso. O meu público alvo é composto quase em sua maioria de homens, muitos deles rústicos, independente da formação. Se eu contrato uma mulher linda como a sua amiga, por eles estarem acostumados com certo tipo de moças que trabalham em feiras agropecuárias, eles podem fazer uma proposta, que ela sendo honesta, não vai aceitar. E aí eu perco o cliente.

Essa frase fez parte de uma conversa que tive com um empresário sobre a dificuldade de uma colega de sala, em conseguir trabalho. Foi a primeira vez que confrontei essa estranha situação: Para mulheres muito bonitas é difícil conseguir emprego.


Após ter contato com a ótica machista da questão, eis que me deparo com a comprovação científica, ainda mais chocante: são as mulheres o maior entrave para que uma mulher bonita conquiste uma vaga no mercado de trabalho.

Pesquisadores da Universidade de Ben-Gurion e do Ariel University Center, em Israel, distribuíram 5.312 currículos concorrendo a 2.656 vagas de emprego em Israel. Os currículos foram entregues aos pares: um não levava foto e o outro praticamente idêntico levava uma foto de homem ou mulher muito bonitos ou então absolutamente normais.

Se entre os currículos masculinos, os que continham fotos de homens bem apessoados levaram a melhor sobre os de homens normais ou currículos sem fotos, os currículos femininos sem foto tiveram uma aceitação 22% maior que os currículos de mulheres normais e pasmem, 30% maior que os currículos com fotos de mulheres bonitas. Outro dado chamou a atenção: quando a seleção era feita por empresa terceirizada, a aceitação de mulheres bonitas era o dobro da que ocorria quando o próprio RH da empresa cuidava da seleção.

A justificativa para essa “discriminação” no entanto, foi bem diferente da explicação dada pelo empresário do começo desse texto; os pesquisadores foram até as empresas conhecer os selecionadores e deram de cara com uma estatística indiscutível; em 96% das empresas, o responsável pela seleção era uma mulher entre 23 e 34 anos, e dessas 67% eram solteiras.

Inveja, insegurança, seja lá o que for, é chocante saber que, mulheres que trabalham principalmente por que precisam, privam outras mulheres (que também precisam) do trabalho, apenas serem bonitas demais. É triste pensar que mulheres subestimam a própria competência a ponto de julgarem-se ameaçadas pelo simples fato de uma outra mulher atraente, partilhar de seu ambiente de trabalho.

No fim de tudo, os piores machistas nem são os homens.


Pode ser interessante para você

1 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics