Dia do Sexo

Hoje é o famigerado dia 6/9 ou seja, nem é preciso uma tese de mestrado pra entender porque hoje é o dia do sexo. Curiosamente ou não, coi...


Hoje é o famigerado dia 6/9 ou seja, nem é preciso uma tese de mestrado pra entender porque hoje é o dia do sexo.

Curiosamente ou não, coincidentemente ou não, essa semana se iniciou para mim com a polêmica sobre o blog da Letícia, o  Cem Homens (não vou ficar explicando:  leiam o ótimo texto de Cynthia Semíramis O Globo contra Letícia Fernandez, eu e você)

O fato é que homens gostam de sexo. Mulheres também. Só que até bem pouco tempo atrás, só os homens tinham direito a gostar de sexo. Hoje em dia nós mulheres sabemos que podemos gostar, que temos todo o direito de gostar, tanto quanto os homens. Mas ai da mulher que admitir isso. Qualquer frase sobre o assunto já causa uma chuva de comentários sexistas, preconceituosos imaginem então um blog inteiro como o de Letícia.


Os homens ainda não aceitam que mulheres tem todo o direito do mundo de curtir sexo casual, sem compromisso sem culpa, assim como eles próprios gostam. Ontem mesmo tentaram me "apedrejar" por conta disso, saí com uma das minhas clássicas e doloridas patadas e os comentários e risinhos caíram por terra. As caras e o silêncio foram ótimas, pena não ter fotos pra vocês verem.

Quando eu era agente comunitária, quantas mulheres eu vi, que se sujeitavam sexualmente ao marido por que ele paga as contas da casa? Pro inferno, meu corpo, então vale uma conta de luz? Quantas vezes não ouvi mulheres dizerem q ficam la com as pernas abertas esperando os maridos terminarem logo pra poder dormir em paz? Por favor gente, sexo é pra ter prazer, não pra cumprir obrigação, ou pior, moeda de troca.

Tem mulheres que julgam e condenam as "sem marido" (feito eu), mas são putas de um homem só, transando por obrigação em troca de casa e comida. Ou então em troca de presentes caros, baladinhas, status. Me desculpem as que são assim, mas as putas de esquina tem mais dignidade.

Sexo não deveria ser feito sem vontade. Não deveria ser "obrigação conjugal" cartão de crédito muito menos medida de carácter.

Não estou defendendo também que o mundo acabe em zona. Uma pessoa sexualmente livre não é aquela que transa com qualquer um em qualquer lugar. Essas são escravas do ato, não da pessoa. Ter liberdade sexual, inclui entre outras coisas, saber dizer não. Ser sexualmente livre não depende de estar solteiro. Basta não fazer sexo sem vontade, sexo baseado em mentiras.

Resumo da ópera:

Sexo é bom e principalmente, é normal, não é crime e não torna a pessoa que o faz um extra terrestre. E se você estiver muito preocupado com a vida sexual alheia, arranje um gato, além de ter sete vidas, eles adoram namorar escandalosamente...

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics