Resistiva Capacitiva, SUPER AMOLED... Entenda o touchscreen

Que celular nada, quem se liga em tecnologia, quer mesmo é um smartphone com todas as frescurinhas tecnológicas a que se tem direito, e o me...

Que celular nada, quem se liga em tecnologia, quer mesmo é um smartphone com todas as frescurinhas tecnológicas a que se tem direito, e o mercado vem com uma avalanche de modelos para todos os gostos e bolsos.

Mas é claro tem várias coisas que você precisa saber antes de comprar um smartphone, pra não se arrepender depois; como a grande maioria deles é touchscreen, entender a tecnologia que você toca pode evitar aborrecimentos futuros.

Telas touchscreen são aquelas que você toca e o celular executa aquilo que a sua dedada (ou canetada) solicitou, pelo menos é o que se espera...

Tela Resistiva

A mais baratinha, presente em 11 de cada 10 celulares xing-ling e em muitos celulares originais, são aquelas que volta e meia te obrigam a usar uma caneta stylus ou qualquer outra coisa mais fina que a ponta do seu dedo. São parecidas com os ogros e as cebolas, por ter várias camadas de materiais, duas delas metálicas separadas por um vão milimétrico; a pressão dos dedos ou da caneta fazem com que essas duas superfícies se toquem num ponto x-y que provoca uma mudança na corrente elétrica que é traduzido como um comando a ser executado. Com o tempo essa pressão não se torna tão eficiente e se o seu celular for original, você ainda tem a opção de recalibrar a tela; se for xing-ling, bom, melhor ter sorte...



Tela Capacitiva

 Presente no iPhone, iPad e em outros celulares de alta tecnologia e preço ainda mais alto, a tela capacitiva é composta por uma camada de vidro que funciona como isolante revestido com um condutor elétrico transparente (Óxido de Estanho de Índio por exemplo). Ao ser tocado por seu lindo dedinho que também é um condutor elétrico (aliás nosso corpinho é um condutor elétrico da melhor qualidade) ocorre uma distorção eletrostática que é traduzida como um comando e executada pelo software. Muito mais eficaz do que as telas resistivas, a capacitiva não precisa que você quase estupre a tela com seu dedo e dispensa a caneta stylus, o que também pode se tornar um problema, pois ela só corresponde ao comando se houver uma troca de elétrons. Então se você estiver com os dedos engordurados, não vai adiantar cutucar a tela com a caneta, o palito de dentes, o grampo do seu cabelo... Vai ter que meter o dedinho sebento mesmo!




Super AMOLED

Amoled (Active-matrix organic light-emitting diode) é uma tecnologia de telas planas com luz própria composta por quatro camadas: uma de ânodo, uma de diôdos orgânicos, uma de catôdos e outra com circuitos elétricos, capazes de ligar e desligar seus pixels três vezes mais rápido do que outras telas dando uma qualidade muito superior de imagem. Nas telas Super AMOLED a camada que detecta o toque é integrada ao touchscreen, ao invés de se sobrepor a ela, resultando numa tela mais fina com respostas mais eficientes ao toque.

O comparativo abaixo mostra o iPhone 4 com tela de retina e o Samsung Galaxy S com tela Super AMOLED



Agora, só pra vocês sentirem o drama, vamos ver a tela resistiva de um xing-ling, o que acham? Daí vocês tiram as próprias conclusões e decidem se vale a pena gastar no xing ling...

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics