Versões Versus - A vida tem dessas coisas

Como brasileiro tem a mania besta de se desmerecer, é de se pensar o que faz um britânico, deixar Londres, pra viver de rock no Brasil. Bom...

Como brasileiro tem a mania besta de se desmerecer, é de se pensar o que faz um britânico, deixar Londres, pra viver de rock no Brasil.

Bom, como eu já vivi com um estrangeiro, sei bem que eles enxergam a beleza de nosso país, de uma maneira que somos incapazes de enxergar e por isso mesmo não valorizamos.
Bom, sejam quais tiverem sido os motivos que fizeram com que Ritchie David Court deixasse Londres em 1972 para viver no Brasil, ele veio e veio viver de rock no país do Carnaval.

Ritchie tocou em algumas bandas, entre elas a Vímana, composta por jovens que se tornaram grandes nomes do rock nacional, como Lobão e Lulu Santos, antes de se lançar em carreira solo, e se tornar um fetiche nacional da década de 80, com seu sotaque britânico e letras ousadas.

Quem quiser saber mais sobre o artista, pode conferir em seu site até por que esse post é só pra falar da minha música preferida de Ritchie, "A vida tem dessas coisas".

"A vida tem dessas coisas" foi lançada em 1984 no LP "Vôo de Coração", composta por Ritchie e Bernardo Vilhena. O álbum de estréia da carreira solo de Ritchie é também o que concentra os maiores hits do músico, como "Menina Veneno", "Casanova", "Vôo de Coração" entre outras e contava com a ajuda dos amigos Lulu Santos e Liminha nas guitarras e Lobão na bateria.

Com uma letra até ingênua, se comparada à "Menina Veneno" e "Casanova", "A vida tem dessas coisas" alcançou um grande sucesso na época e era frequente em programas como "Globo de Ouro" e com direito a clip no Fantástico.

Não lembro se já comentei aqui no blog, que a música me proporciona sensações que nem álcool ou coisas do gênero conseguiram me proporcionar; música me transporta por viagens emocionais e até mesmo físicas, que são difíceis de explicar e essa música é uma das que mais me comove, que mais me transtorna fisicamente.
É claro que muitos vão ouvir e falar: aff mas o que tem demais? Não sei, prazer é algo completamente pessoal.

Em 1999 a banda Ira! relança a música de Ritchie, no álbum "Isso é Amor" (pra quem gosta de rock nacional, esse álbum é indispensável, com releituras maravilhosas) e acaba por me colocar em contato novamente com "A vida tem dessas coisas" numa versão bem mais rock que a original.

E vem de um programa de calouros a terceira versão da música que vou postar aqui. Na voz de Rafael Augusto, "A vida tem dessas coisas" tomou sua versão mais doce e romântica.

"Sei que isso não tem importância, pra você não faz sentido..."

Letra

Versão Original


Versão Banda Ira!


Versão de Rafael Augusto


Quem quiser, pode conferir mais de Ritchie em Reverbnation ou seguir Sir Ritchie no twitter.

Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics