Woodstock


"O que você pensaria se eu cantasse fora do tom?
Você levantaria e me abandonaria?
Empreste-me seus ouvidos
E cantarei uma canção pra você..."
(Joe Cocker - A little help from my friends)


Trabalhe em mim, Senhor, use-me
Não sabe o quanto é difícil
Tentar viver totalmente sozinha...
(Janis Joplin - Work Me, Lord)




"Névoa púrpura, em minha mente
Ultimamente as coisas não parecem as mesmas
Agindo estranho mas não sei porque
Me desculpe enquanto eu beijo o céu..."
(Jimi Hendrix - Purple Haze)





Eu jamais conseguiria explicar como Woodstock move meus sonhos, mesmo tendo nascido quase uma década depois.
Aqueles jovens queriam sonhar; queriam acreditar que podiam ser mais do que seus pais ou seu país queriam, queriam ser si próprios, queriam o direito das próprias escolhas, queriam ser livres.
Eu também vivi meu sonho de liberdade; mas assim como aqueles jovens, o sonho um dia teve que ser guardado em algum canto da gaveta, pois a realidade tem seu preço.
Mas assim como aqueles jovens eu também mantenho em mim um fogo aceso, que me consome e me traz o sonho em breves momentos.
O gosto pela liberdade é algo que não cabe em nossas gavetas.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.