Orkut - um dia isso foi novidade...

A Google sempre incentivou seus funcionários a criar projetos pessoais, durante o turno de trabalho. Em um desses momentos de ócio produtivo...

A Google sempre incentivou seus funcionários a criar projetos pessoais, durante o turno de trabalho. Em um desses momentos de ócio produtivo, Orkut Büyükkokten criou em 2004 seu filhinho mais rentável: o Orkut.

A Google sempre incentivou seus funcionários a criar projetos pessoais, durante o turno de trabalho. Em um desses momentos de ócio produtivo, Orkut Büyükkokten criou em 2004 seu filhinho mais rentável: o Orkut.
Lembro de ter entrado no orkut em junho desse mesmo ano, convidada por uma cunhada. Na época, para entrar no orkut, era preciso ser convidado por alguém que já estivesse lá e que obviamente também havia sido convidado por outro alguém. Essa necessidade de convite foi abolida em outubro 2006.
Outro detalhe é que o Orkut era todo em inglês, e era solicitado que se postasse sempre em inglês, para que a interação entre pessoas de todo o mundo fosse mais viável. Mas como brasileiro tem o imenso prazer de descumprir regras e acordos, começaram as postagens em português. Lembro que no 7 de setembro de 2004 foi pedido a todos os brasileiros do orkut que colocassem a bandeira do Brasil no lugar da sua foto pessoal, num movimento pela versão em português da rede social. E acabou dando certo, pois em 05 de abril os brasileiros passaram a contar com a versão aportuguesada do Orkut.
Os brasileiros dominaram de tal forma o Orkut, que não eram raras as comunidades estrangeiras, com os nomes "I hate Brazil", "I hate brazilians" e coisas do gênero. Os americanos, público alvo inicial do programa, sentiram-se invadidos por uma nuvem de gafanhotos verdes e amarelos.
Meu primeiro orkut, foi deletado por um ex vingativo que ficou fulo em ver que eu ia muito bem sem ele na vida, e como ele tinha alguns conhecimentos de hacker, ele rastreou as minhas senhas do orkut, e-mails, blogs, msn e coisas do gênero e apagou tudo, em dezembro de 2005. A minha sorte é que ele não se lembrou de uma personagem de rpg minha que também tinha orkut e através dela eu me re-convidei ao orkut.
Hoje em dia, eu movimento pouco a minha conta no Orkut, depois que a inclusão digital infestou a rede social com toda a sorte de pessoas e fakes cretinos, deixou de ser um lugar tão interessante. Mas serviu para que eu tivesse contato com amigos os quais eu não via a algum tempo, e me possibilita algumas (raríssimas) discussões interessantes. Digo raras, porque no Orkut atualmente está difícil de encontrar que articule um português inteligível, quanto mais uma discussão saudável e inteligente tá aí o GTO que não me deixa mentir).
Acho que assim como os americanos, as pessoas de conteúdo estão deixando o Orkut. Uma pena.
Aqui vai a matéria de 2004 do Fantástico a respeito do orkut. A imagem é ruim, mas o que vale é o áudio e como soava como novidade algo que caiu no lugar comum...

Pode ser interessante para você

3 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics