Quando o inferno realmente são os outros

"Só através dos olhos dos outros posso ter acesso à minha própria essência, ainda que temporária. Só a convivência é capaz de me dar a ...

"Só através dos olhos dos outros posso ter acesso à minha própria essência, ainda que temporária. Só a convivência é capaz de me dar a certeza de que estou fazendo as escolhas que desejo. Daí vem a idéia de que "o inferno são os outros", ou seja, embora sejam eles que impossibilitem a concretização de meus projetos, colocando-se sempre no meu caminho, não posso evitar sua convivência. Sem eles o próprio projeto fundamental não faria sentido."




O pensamento acima é de Jean Paul Sartre, um dos maiores filósofos que o século XX conheceu, um gênio como poucos na história. E como ele está certo.
De certa forma, vivemos em função da aprovação de alheios; e quando alguém começa a buscar a própria aprovação, torna-se alvo da fúria dos que se comprazem em controlar a aprovação ou não das pessoas.
Confuso? Não. Por exemplo, uma mulher é convidada a uma festa; então ela vai se arrumar, se perfumar de modo a ser admirada e aprovada por todos. Mas se ao contrário ela resolve ir à festa de chinelos, pra não machucar seus pés, não pinta as unhas pra não ter q ficar preocupada se vai estragar o esmalte, enfim, vai a festa como ela é e não como as pessoas esperam que ela se apresente, vai atrair olhares e comentários maldosos, de quem se sente mais confortável em ser parte do que em ser indivíduo.
Assim é também nas relações de trabalho. A maioria das pessoas, trabalha infeliz, porque precisa agradar ao chefe, nunca a si mesmo.
Essa semana, Tico Santa Cruz, expôs claramente a negativa da rádio Mix de São Paulo em tocar a música, "O Inferno São Os Outros", (leia aqui) aliás, ela e qualquer outra música do grupo Detonautas Roque Clube, simplesmente por que a banda não se enquadra no perfil da rádio. Ou seja, já que eles não seguem o modelo alienado e barato que impera na música jovem, (salvo raríssimas e boas excessões), e como não é da índole de Tico ser afavelmente falso e hipócrita, a banda foi censurada na mais importante rádio jovem paulista da atualidade.
Então, várias pessoas, apontaram seus dedos para Tico Santa Cruz e o acusaram de estar prejudicando a banda, devido às suas declarações.
Péra aí; então é crime, é errado, defender o que se pensa, o que se sente? É imoral, não ser massa de manobra e dizer amém aos que detém o poder?
Não. O inferno são os outros.
Somos sociáveis, querendo ou não, precisamos de outras pessoas, para viver, conviver e se enxergar. Mas não somos obrigados a nos anular como indivíduos por causa disso.
Em menos de um mês, a música, divulgada pela internet, em áudio e vídeo, já conta com mais de 80 mil acessos.
Vou repetir algo que já disse em outros posts: a indústria fonográfica precisa urgentemente rever seus conceitos se quiser sobreviver à liberdade oferecida pela internet.

Detonautas - O Inferno São Os Outros


Veja o vídeo em Canal Detonautas Oficial

"Podem até maltratar meu coração, mas meu espírito ninguém vai conseguir quebrar..."
Renato Russo

Pode ser interessante para você

1 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics