Parece mas não é - a indústria da pirataria na China

Na China, a pirataria é uma instituição organizada, tanto que está confirmada para esse ano a contrução de um shopping em Xangai apenas ...

Na China, a pirataria é uma instituição organizada, tanto que está confirmada para esse ano a contrução de um shopping em Xangai apenas para abrigar as marcas "similares" a muitas outras famosas no mundo todo.

E não só os chineses os coniventes com a pirataria, os turistas, também o são; ir à Pequim e não comprar um produto pirateado é concorrer ao Oscar do politicamente correto, pois nas lojas pequinesas pode-se encontrar roupas, sapatos, produtos eletrônicos por frações do preço da marca original.

A briga dos EUA com a China é ainda maior. Apesar de seriados americanos, não serem exibidos pela TV chinesa, qualquer jovem pode entrar em uma loja de DVD's e CD's (piratas obviamente) e comprar temporadas completas, por um preço irrisório. É claro que garantia é algo que passa longe; você pode desde ver uma legenda trocada, até simplesmente não ver nada no DVD adquirido

Por mais que os governos de outros países pressionem a China para que ela combata a pirataria, o governo Chinês sabe que a pirataria gera milhões de empregos dentro da China e que combatê-la radicalmente, causaria muito mais problemas do que fazer vistas grossas como faz atualmente.

A questão é que, se existe um mercado produtor de pirataria, é porque existe mercado consumidor para esse tipo de produto; e se existe a necessidade de se piratear um produto, é porque nem sempre seu preço é acessível, seja por sua carga tributária, seja por leis, seja por preço abusivo mesmo, o que não se pode ignorar, é que a pirataria existe e combatê-la cabe justamente a quem a alimenta.


















Pode ser interessante para você

0 comentários

#ad

Flickr Images

Web Analytics