E quando somos outros?







Ver Larissa Maciel interpretando Maysa de uma forma tão forte que nos remete à própria Maysa comecei a pensar em vários outros atores e atrizes que se entregaram tão intensamente a interpretar um personagem verídico e conhecido do grande público.
Interpretar já é algo que mexe com as emoções, quando se interpreta alguém que não só foi real mas também foi trágico, visceral, é com certeza um desafio e uma emoção ainda maiores; não basta interpretar o que está no texto, você tem que convencer, fazer com que quem conheceu aquela personalidade, sinta-se diante dela.
Foi assim com Val Kilmer em "The Doors". A entrega do ator foi tão grande, que o medo da equipe foi de que Kilmer enlouquecesse. Daniel Oliveira teve que emagrecer até beirar o patológico para viver o fim da vida de Cazuza; Cate Blanchet é responsável pelo melhor momento da cinebriografia de Bob Dylan, e vários outros são os exemplos de entrega irrestrita à arte, vários são os que nos proporcionam um momento de sonho e encantamento...
Vejam e digam se não é verdade...

2 comentários:

  1. É realmente incrível o que esses atores fazem e tem que fazer, pois como você disse, além de interpretar, eles tem que realmente se transformar naquela pessoa que marcou a tantas pessoas e que muitas vivenciaram a sua história.


    ...Por sinal estou mega fã da série Maysa xD

    ResponderExcluir
  2. Ramon Wadry

    Nossa realmente o que mais me impressionou foi a Maysa - Larissa.

    Atiz muito igual! (um pouco mais bonita). Melhor escolha impossível, além de tudo é parecida e ótima atriz.

    Boa sacada do Jayme!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.