AI QUE VERGONHAAAAAAAAAAA!!!!



Depois de muitos anos condenada a ser uma roça subordinada ao bel prazer dos donos dos bois, Uberaba começa a tomar ares de civilização. Pois bem um dos sinais disso é a instalação da rede Wall Mart na cidade, próxima ao corredor, ops quero dizer Shopping Uberaba.
Pois bem eles tiveram que prorrogar o prazo para entrega de currículos, apesar de já terem recebido mais de 1200 currículos para o preenchimento de 300 vagas.
O que me mata de vergonha é saber que destes 1200 currículos, só 10% foi aproveitado, devido à falta de qualificação dos candidatos.
Algumas vagas, tiveram sua escolaridade baixada de ensino médio completo, para ensino fundamental completo, por falta de candidatos que preenchessem esse requisito.
E ainda tem uma cidadã que no auge dos seus 25 anos diz que está em busca do primeiro emprego mas que está difícil porque eles estão "exigindo muito".
Não aceito uma pessoa com menos de 30 anos dizer que segundo grau é exigir muito, o acesso à educação nunca esteve tão fácil, hoje em dia salvo raríssimas excessões, não tem segundo grau quem não quer.
Eu fiz meu segundo grau no antigo CESU (Centro de Estudos Supletivos) e de lá pra cá passei bem qualificada em todos os processos seletivos da qual eu participei, tendo feito dois cursos técnicos no CEFET e agora no último ENEM acertei 87,3% da prova sem ter pego um livro pra estudar, definitivamente, não aceito uma pessoa mais jovem que eu, reclamar que exigir segundo grau completo é exigir demais.
Minha amiga Elaine, está com 44 anos e fez o curso Técnico em Açúcar e Álcool do CEFET comigo, passamos no mesmo concurso público e ela ainda está fazendo o Tecnólogo sucroalcooleiro da UNIUBE com bolsa de 100% do ProUni, e ela fez supletivo assim como eu, ou seja, quem quer consegue, ela vai formar dois filhos Engenheiros em Computação e será Tecnóloga, e vem uma guria de 25 anos dizer que o Wall Mart está exigindo demais por querer pessoas com segundo grau? Ah tenha dó, eu estou é morrendo de vergonha, imaginando a imagem que eles estão tendo da minha cidade.
Hoje pela manhã fomos até o Centro Integrado do Pacaembu aplicar flúor na boca dos alunos e você vê que alguns ali não estão preocupados em aprender, querem desfilar para os alunos do sexo oposto, ou qualquer outra bobagem típica de adolescentes, semana passada tive que ouvir um sermão danado da professora do meu filho por que ele não estava se comportando e nós estamos tentando corrigir isso e temos tido progresso e tem que ser assim, escola é pra estudar o resto, ele tem o dia todo pra fazer.
Aff e chega porque eu já esperneei demais, rsrsrsrsrsrs.

Comentários

  1. Apoiado, bota o muleque na linha! (fica esperto hein Petrus, estuda rapaz!)
    E Jessie, liga não, eu morando aqui em sampa há pouco mais de um ano posso dizer que a situação é geral. Aqui até inventamos um termo, o 'RH Paulistano', que contrata funcionários totalmente sem noção. Exemplo disso são os caixa de supermercado daqui, que demoram horas pra passar os produtos, gerando filas enormes, e ainda não empacotador, você faz aquela puta compra e ainda tem que empacotar tudo com a pessoa te olhando de cara feia porquê tá demorando, porque você não sabe se empacota ou paga as compras. Prontofalei!

    ResponderExcluir
  2. Ow, sem noção! Parei o que estava fazendo quando aquela "véia" disse que tinha 25 anos e ainda não tinha tido o primeiro emprego. Gente, o que uma pessoa dessas quer da vida?
    Sinceramente, vai continuar desempregada minha filha, porque na sua idade sem trabalhar até hoje, qualquer entrevistador vai achar que você não gosta mesmo do negócio!
    Pronto falei!

    ResponderExcluir
  3. Jéssica
    compartilho da mesma opinião que vc sobre a escolaridade. Há uns 20 anos atrás era muito mais difícil um jovem terminar o segundo grau, mas hoje em dia é memso dierente,né?!!

    quanto ao filhote "ainda" não passei por isso pois ele está na educação infantil! Mas mesmo assim sou mãe participativa !!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário